DESIGNED BY JOOMLATD
    • Marchigiana - O Melhor da Itália no Brasil!
    • Adquira Já...! Produtos personalidos da ABCM

Banco de Genética

Conheça nosso banco de genética

A ABCM te ajuda na sua escolha.. saiba mais aqui!

 


Equipe Técnica

Encontre nossos Técnicos

Nossos técnicos estão nos mais diversos estados do País. Saiba mais Aqui!

 


CAPÍTULO IV
DOS ÓRGÃOS ADMINISTRATIVOS

Art. 13 - DIRETORIA - A Associação é administrada por uma Diretoria constituída
por:
I - 1 (um) PRESIDENTE
II - 1 (um) VICE-PRESIDENTE
III - 1 (um) TESOUREIRO
IV - 4 (QUATRO) MEMBROS DO CONSELHO DIRETOR, sendo um deles
designado 2º TESOUREIRO.

Parágrafo Único - Os membros da Diretoria serão pessoas físicas, associados ou
representantes de empresas individuais ou coletivas integrantes do quadro social,
podendo ser reeleitos.

Art. 14 – A Associação terá um
SUPERINTENDENTE DO REGISTRO
GENEALÓGICO e um SUPERINTENDENTE do REGISTRO GENEALÓGICO
ADJUNTO, indicados pela Diretoria, devendo ser, ambos, obrigatoriamente,
Engenheiro Agrônomo, Médico Veterinário ou Zootecnista. Suas nomeações ficarão
condicionadas à aprovação e credenciamento do Ministério da Agricultura.

Parágrafo Único - Os cargos de Superintendente do Registro Genealógico e
Superintendente Adjunto poderão ser remunerados, a critério da Diretoria.

Art. 15 - Compete à Diretoria:
I - cumprir e fazer cumprir este Estatuto, os regulamentos da Associação, as
deliberações das Assembléias Gerais, as suas próprias e as do Conselho
Deliberativo Técnico;
II - praticar todos os atos necessários ou convenientes ao funcionamento regular
da Associação;
III - apreciar as propostas de admissão de sócios, aprovando-as ou não.
IV - elaborar e fazer cumprir quaisquer regulamentos necessários ou convenientes
ao bom andamento dos serviços da Associação;

V - constituir comissões especializadas, inclusive em caráter permanente, bem
como grupos de trabalho, que colaborem na administração da Associação e nos
demais assuntos de seu interesse e no da pecuária em geral;
VI - convocar a Assembléia Geral, ordinária ou extraordinária;
VII - apresentar à Assembléia Geral Ordinária, anualmente, relatório de sua gestão,
balanço de contas do período com parecer do Conselho Fiscal da Associação;
VIII - constituir Procuradores Ad Judicia e Ad Negotia, com poderes especiais.

Art. 16 - A Diretoria, juntamente com o Conselho Diretor, reunir-se-á todas as vezes
que for necessário, pelo menos 4 (quatro) vezes ao ano, contando com a presença
do Superintendente do Registro Genealógico, sempre que os assuntos a serem
discutidos se relacionem com o Registro Genealógico.

Parágrafo Único - As reuniões da Diretoria e do Conselho Diretor somente poderão
se realizar com a presença de, no mínimo 4 (quatro) membros.

Art. 17 - O mandato da Diretoria será de 3 (três) anos, terminando sua gestão,
sempre no mês de outubro, coincidindo a eleição, com a Assembléia Geral Ordinária
do ano.

Art. 18 - Compete ao Diretor Presidente:
I - representar a Associação em todos os seus atos;
II - convocar as Assembléias gerais e o Conselho Fiscal;
III - propor a admissão dos funcionários necessários ao serviço da Associação, e a
respectiva demissão;
IV - fazer cumprir o presente Estatuto;
V - autorizar as despesas da Associação, assinando, juntamente com o Diretor
Tesoureiro em exercício, cheques ou ordens de pagamento e demais documentos
necessários ao movimento financeiro da Associação;
VI - propor acordos e contratos;
VII - assinar, em nome da Associação, todos os acordos e contratos autorizados pela
Diretoria;
VIII - assinar toda correspondência dirigida às autoridades públicas, ou delegar
poderes, em determinados casos, ao Primeiro Secretário ou ao Superintendente do
Registro Genealógico.

TOP